22 de julho de 2011

Resenha - De Volta à Caixa de Desejos de Ana Cristina Melo

Para quem se encantou com a protagonista de Caixa de Desejos, uma menina sensível e inteligente que viveu uma tumultuada passagem para a adolescência, vai se identificar muito mais com essa continuação, quando ela está às vésperas de completar 18 anos. Marília, uma jovem apaixonada pela literatura, prestes a entrar na fase adulta, vive de novo as turbulências desse rito de passagem. Ela, que achava sua vida perfeita, de repente, se dá conta que está no meio de um terremoto, muito parecido com o estado do seu quarto. São muitos os abalos: as brigas dos pais que ameaçam se separar, o namorado ciumento com quem ela não tem coragem de romper, a chegada do vestibular e de um novo amor, o estranhamento de sua melhor amiga e a chegada do enigmático Joca, trazendo sonhos, revelações e suspeitas para sua casa. Além, claro, da volta da meia-irmã Francine, carregando seus próprios problemas de relacionamento. Diante de tantos conflitos, só lhe resta apelar para a caixa de desejos que vó Laurinda lhe deixou antes de morrer. A caixa e a irmã traçam o fio invisível que Marília precisa para se equilibrar e achar novos caminhos. Mais uma vez, Ana Cristina Melo, presenteia seus leitores com uma bela história contemporânea, repleta de sentimentos e descobertas que atingem todas as faixas etárias. Um livro cheio de vida, com um delicioso clima de mistério. De volta à Caixa de Desejos nos mostra que não há idade nem medidas para sonhar. O que precisamos é descobrir nossa caixa, para que ela ajude a iluminar os sonhos mais distantes.


~*~


Quando somos apresentados à Marília, em Caixa de Desejos, ela é apenas uma pré-adolescente tendo que lidar com o aparecimento de uma meia irmã, o falecimento de sua avó preferida, uma misteriosa caixa e a sua casa repleta de parentes que encontraram lá um tipo de hotel grátis. 

Agora, em De Volta à Caixa de Desejos, Marília está quase entrando na maioridade, se preparando para o vestibular, tendo de lidar com a constante briga dos pais, o ciumento namorado, um misterioso garoto morando em sua casa, a volta de sua meia-irmã Francine e uma nova paixão. Ufa, muita coisa pra uma jovem lidar. É por essa e tantas outras que Marília vai mais uma vez recorrer à mágica de sua querida Caixa de Desejos. Uma caixa que a ajudou tanto no passado, e que ela espera uma nova ajuda agora. 

 A partir do momento em que peguei a sequência de Caixa de Desejos, soube que uma ótima história me esperava. O li num piscar de olhos, tamanha era a vontade de saber como essa história acabaria. Mas é claro que o sentimento de tristeza quando o livro acabou esteve presente. Ô vontade de ler um terceiro livro sobre essa adorável garota!

O tamanho do livro cresceu junto com a personagem principal, e o estilo da escrita amadureceu igualmente. Se já era fácil se identificar com a Marília pré-adolescente, ávida leitora, em conflitos com sentimentos e o medo de crescer, agora com ela quase adulta, esse medo de crescer continua e a identificação só aumenta. O medo de novas responsabilidades, a perspectiva de ter um futuro todo pela frente e ter de decidir agora assusta-a tanto quanto assusta à nós, jovens leitores. 

É um livro para se crescer junto, para se apaixonar a cada linha, para se deliciar com os novos personagens e aqueles “antigos” que voltam mais cativantes do que nunca. É um livro para se ler, reler, emprestar, dar de presente, emocionar-se e, acima de tudo, querer tê-lo em um espaço especial na estante. Obrigada, Ana Cristina Melo, por ter me proporcionado tamanha leitura!

9 comentários:

*anaa* disse...

Parece um ótimo livro! Gosto muito dessas histórias que exploram o mundo interno adolescente, o amadurecimento, e com situações bem possíveis do cotidiano.
Sem falar que é literatura nacional, o que dá mais vontade de ler! ;)

Beijos,
Ana
Tesouros do Meu Baú

enricows disse...

Olá, aqui é enricows do Arquivo E (o novo parceiro)passei aqui para avisar que já está tudo ok, e que seu banner e seu link já estão em meu blog!
Abraço!
http://enricows.blogspot.com/

Stefani disse...

Eu estou loca para ler "De volta a caixa de dejesos", pois quem já leu "Caixa de desejos" como eu fica muito loko-a para ler a continuação!!! E olha que estou mega anciosa para ler uns dos livros das minhas autoras preferidas (sem falar que ela é um amor de pessoa)!!!
Adoro a Ana, deus que a conheci no ano passado na Bienal do Livro de SP...

E queria dizer que sua resenha está mega tentadora, me fazendo ter água na boca para ler "De volta a Caixa de Desejos".

Bjsss.

Stefani E

Vanessa Vieira disse...

Parabéns pela resenha Lari! Estou ansiosa para ler De Volta À Caixa de Desejos! Não vou participar da promoção porque eu já tenho o kit e o livro. Beijos!

MARCOS DE ANDRADE disse...

A Ana é minha amiga virtual e seu primeiro livro um achado feliz. Agora, nesta nova fase, um crescimento digno de sua estréia. Se levarmos em conta o nível do primeiro livro nem precisariamos de uma resenha para crer na beleza, inteligência e novidade que nos brinda agora a querida Ana.

Mariana C. Mendes disse...

Gostei da Resenha!
Ainda não li "Caixa de Desejos", mas deve ser um livro muito bom, pois muitas blogueiras comentam sobre ele. Portanto, gostaria de lê-lo! :)

É interessante pensar que eu estou entre "Caixa de Desejos" e "De volta à caixa de desejos", por conta da minha idade, 16 anos... Por isso, ler a continuação seria muito legal!

Vanvan disse...

OI, TUDO BEM?
jÁ SOU SEGUIDORA DO SEU BLOG (VANVAN) E, GOSTO MUITO DAQUI VIU. PARABÉNS PELO SEU TRABALHO.

SE QUISER CONHECER O MEU ESTE É O LINK:

http://balaiodelivros.blogspot.com/

Fernanda Schimanski disse...

Ótima resenha de um livro que desperta o desejo de ler e reler a história de Marília. Tenho o primeiro livro e adorei ele, quando a própria Ana Cristina me falou que estava lançando a continuação da história na mesma hora coloquei an lista de compras literárias. haha
Bem, respondi o formulário e também sigo a Ana no Twitter,a gora é torcer para que meu desejo de ter o livro se realize.

Matheus Soares disse...

Larissa acho muito legal você incentivar pessoas a ler livros interessantes como esse e escrever uma resenha de um modo que desperte o interesse do leitor